O prefeito João Doria esclareceu em seu perfil que o caso de pedofilia envolvendo o Museu de Arte Moderna de São Paulo, na peça La Bête, onde o performista fica nu e aguarda ser apalpado por crianças – chegando a posar em fotos com as presentes, nada tem a ver com ele.

Segundo ele, a Prefeitura de São Paulo não possui qualquer tipo de interferência ou envolvimento na exposição citada.

Ou seja, segundo Dória, a prefeitura não pode se envolver ou mesmo repudiar crimes… Basta a instituição ser autônoma que não é passível da moderação daqueles que promovem o Estado Democrático de Direito?

Contudo, não bastasse a contradição, houve na tarde de sexta-feira (29/09) um protesto de cidadãos que, indignados com o crime, não engoliram a omissão do Estado e foram repudiar o ato. Ocorre que presente também estava a Guarda Metropolitana da cidade de São Paulo. Não a Polícia Militar Estadual, mas a própria guarda do prefeito!

Convém lembrar que o prefeito João Dória Jr. já foi favorável à agenda sexualista mundial, chegando a defender publicamente um terceiro banheiro para transgêneros.

Comentários

Deixe um comentário