PJ Media – Após oficiais do FBI anunciarem hoje que o atentado ocorrido em Las Vegas não há qualquer nexo com o terrorismo internacional, o Estado Islâmico reiterou a autoria, afirmando que Stephen Paddock era um dos seus membros.

O ISIS reclama que o atirador se converteu ao islã recentemente, e numa longa nota oficial comunicou que Paddock se chamava Abu Abdul Bar al-Amriki.

Contudo, há histórico do ISIS assumir atentados que não foram praticados por membros seus, como o ocorrido em junho em um casino em Manila, nas Filipinas.

Comentários