Spanish riot police swings a club against would-be voters near a school assigned to be a polling station by the Catalan government in Barcelona, Spain, Sunday, Oct. 1, 2017. Spanish riot police have forcefully removed a few hundred would-be voters from several polling stations in Barcelona. (AP Photo/Manu Fernandez)

A população espanhola, sobretudo dentro da Catalunha, está a condenar um verdadeiro golpe ocorrido no plebiscito deste domingo.

Isso porque, o plebiscito promovido exclusivamente pelo governo regional da Catalunha, está sendo alvo de publicações no Twitter, nas quais urnas têm chegado aos locais de votação cheias de cédulas, visivelmente tentando forçar um resultado positivo à independência.

O presidente da Generalitat da Catalunha (o órgão de autogoverno), atualmente é Carlos Puigdemont, do Juntos pelo Sim. O seu partido é uma coalização de extrema-esquerda pela independência do Estado.

Não obstante, a bandeira da Catalunha independente recorda alguma outra bandeira?

Estelada_blava.svg

Sim, a bandeira comunista de Cuba!

bandeira-de-cuba-01.jpg

Qualquer semelhança é mera coincidência. A esquerda entende mesmo de manipular eleições em qualquer lugar do mundo.

Comentários