Trump vai seguir o pedido efetuado por seu amigo pessoal, Roger Stone, para abrir todos os arquivos relacionados ao assassinato do presidente americano John F. Kennedy.

A imensa maioria dos documentos, contados aos milhões, já foi liberada, e confirmam que, ao contrário das teorias mais óbvias que revelam triangulação de tiros, todos os disparos teriam sido efetuados por Lee Harvey Oswald.

Apenas 3 mil dos documentos permanecem totalmente secretos.

No Twitter, Trump escreveu: “Como presidente, vou autorizar que os arquivos secretos de John Kennedy sejam abertos”.

Comentários