Segundo o Infowars, arquivos mostram que o afirmado molestador infantil Kevin Spacey, fato trazido à tona pelo ator Anthony Rapp que afirma que fora abusado por Spacey quando ele tinha 14 anos, voou junto do ex-presidente Bill Clinton no notório “Lolita Express”, o jato privado de propriedade do pedófilo Jeffrey Epstein.

A revelação veio à tona após a denúncia de Rapp, que resultou no pedido de desculpas de Spacey, que afirmou que atualmente vive como um homem gay.

Contudo, a mídia ofuscou completamente o escândalo seguinte, decidindo apenas focar na declaração da sexualidade do ator de House of Cards.

Em 2008, o financista Jeffrey Epstein, amigo de alguns dos mais poderosos homens do planeta, fora condenado por solicitar programas de garotas menores de idade.

Spacey esteve no jato de Epstein com Bill Clinton, quando voou do Aeroporto JFK (Nova Iorque) até Açores, onde o ex-presidente e o ator aproveitaram uma turnê nas ilhas próximas à África.

285B0EE900000578-0-image-a-31_1430867875084

De acordo com a Fox News, Epstein tinha um time de traficantes que procuravam garotas de idades próximas a 12 anos para servir a seus amigos na chamada “Ilha da Orgia”, um apelido para a ilha de 72 hectares de Epstein chamada de Little St. James, nas Ilhas Virgens americanas.

Bill Clinton voou pelo menos 26 vezes no Lolita Express, um jato de luxo equipado com camas onde poderosos da elite americana sabidamente tiveram relações sexuais com menores de idade.

Clinton optou por seguir associado com Epstein até mesmo após os escândalos, de acordo com a Alliance to Rescue Victims of Trafficking.

Epstein também tivera 21 números de telefone diferentes para atender Bill Clinton.

Embora não tenha ainda qualquer evidência que sugira que Spacey cometeu crimes de pedofilia dentro do jato de Epstein, a sua admissão de que abusou sexualmente de um garoto de 14 anos de idade é o bastante para provocar novos questionamentos acerca disso.

O ator Corey Feldman formalmente anunciou, na semana passada, um plano para expor os maiores pedófilos de Hollywood, atualmente protegidos pela indústria.

Comentários