O primeiro ministro húngaro anunciou que os dias de “democracia liberal” acabaram e que fundarão uma “Democracia cristã do século XXI”.

No começo do seu quarto mandato como primeiro-ministro, Viktor Orbán lançou uma nova e ousada visão para sua nação, proclamando que “as estrelas acima da Hungria brilham mais que nunca.” 

“A Hungria está pronta para assumir um grande desafio”, disse Orbán. “Agora estamos caçando para o grande jogo”.

“Antes de tentar corrigir uma democracia liberal, construiremos uma democracia cristã do século 21 que garanta a dignidade humana, liberdade e segurança, proteja a igualdade de direitos dos homens e mulheres, o modelo de família tradicional, ponha freios no antisemitismo, proteja a nossa cultura cristã e ofereça oportunidade para a manutenção e o desenvolvimento de nossa nação,” ele declarou. “Temos de dizê-lo porque você não pode mudar uma nação em segredo: a era da democracia liberal acabou.” 

Evocando o discurso de posse do presidente Donald Trump em 2017, o Primeiro Ministro Orbán irradiava patriotismo e otimismo para o futuro de sua nação chamando seus pares para unificar e fazer Hungria grande novamente. 

Ao montar sua estrutura administrativa, ele disse que vai trabalhar para construir uma nação mais segura e de mais rápido desenvolvimento na Europa – efeito que, segundo ele, impactará positivamente também nos vizinhos da Hungria.

“Não há nada mais bonito, seguro, antigo e protegidos do que a nossa bacia dos Cárpatos,” disse Orbán. “Eu sei que muitos considerarão isso impossível, mas acho que é viável para a Hungria estar entre os cinco melhores países europeus para viver e trabalhar 2030”. 

“Executarei todos os meus deveres no que diz respeito ao interesse da Hungria e o povo húngaro e de acordo com valores cristãos.” 

Segundo uma análise realizada pelo Instituto Nézőpont após a eleição histórica da Hungria, coligação do Partido de Orban é a ‘mais forte força política ‘ em todos os dados demográficos do país, aumentando sua base em aproximadamente 500.000 votos desde 2014, indicando que a coligação pode continuar a ganhar as eleições em um previsível futuro. 

Fonte: Newswars

Comentários

Deixe um comentário