“O FBI obteve registros telefônicos e outros documentos usando cartas de segurança nacional” 

O New York Times, confirmou uma história publicada na quarta-feira que o FBI tinha executado uma operação de espionagem contra a campanha de Trump que envolveu informantes do governo, intimações secretas e possíveis escutas. 

A história aparece justamente no relatório do inspetor geral de justiça sobre as ações do FBI durante as eleições de 2016, e revelou que o FBI – que é supostamente uma agência apolítica – estava espionando a campanha Trump através de registros telefônicos e com “pelo menos um” recurso humano. 

“O FBI obteve registros telefônicos e outros documentos usando cartas de segurança nacional — um tipo de intimação secreta —” disseram agentes. Alegam também que houve utilização de informantes e agentes secretos.

Fonte: Infowars

Comentários

Deixe um comentário