Protestos internacionais em nome do prisioneiro político do Reino Unido, Tommy Robinson, ganharam força quando o parlamentar holandês Geert Wilders anunciou que vai se juntar à manifestação de 9 de junho em Londres.

Wilders, um crítico aberto da islamização da Europa, arrisca uma recepção hostil tanto de islamitas quanto de um governo britânico que lhe negou a entrada no país no passado.

Em um manifesto publicado pela Breitbart London, Wilders elogiou Robinson por sua coragem em falar em nome da maioria silenciosa dos britânicos que estão assistindo sua terra natal a uma tirania orwelliana e pseudo-islâmica.

“Tommy Robinson é um homem da classe trabalhadora, que não consegue mais suportar como a população original da Inglaterra é oprimida pelo Islã”, escreveu Wilders. “Este último goza da proteção da classe dominante islamófila politicamente correta multiculturalista. Tommy Robinson quer quebrar os tabus que esta classe impõe à sociedade, e ele foi punido por isso.”

“Mas Tommy encarna a esperança de muitos, cujas vozes não são ouvidas. É por isso que estou com ele. Tommy é um herói. É uma vergonha que ele ainda esteja na cadeia. Fui convidado para uma grande manifestação de protesto em Londres. na próxima semana, e eu estarei chegando. Libertem Tommy agora!

Wilders se juntará a proeminentes políticos, jornalistas e ativistas do Reino Unido – e provavelmente milhares de britânicos no evento de 9 de junho.

“Trabalhando em alguns nomes muito importantes para o #FreeTommy rally do próximo fim de semana”, anunciou o comentarista político e escritor Raheem Kassam. “Você não vai querer perder isso.”

A manifestação em Londres servirá como o epicentro de um florescente movimento de apoio a Robinson e todo o seu sofrimento simboliza a batalha pela liberdade de expressão em todo o Ocidente.

Comícios paralelos estão ocorrendo em cidades da Europa, EUA e Austrália, e devem continuar.

“#FreeTommy na semana passada, neste fim de semana e no próximo fim de semana com Geert Wilders em Londres, 9 de junho”, twittou a deputada européia Janice Atkinson. “Oh, com uma pequena ajuda de cidades ao redor do mundo.”

Na esteira da prisão de Robinson, Wilders fez uma declaração em frente à embaixada britânica em Haia, onde condenou o governo do Reino Unido, comparando-o com os da Arábia Saudita e da Coréia do Norte, e pediu a libertação imediata de Robinson.

“Estou aqui em solidariedade com Tommy Robinson”, disse Wilders. “Nós não vamos mais ficar em silêncio. Nosso futuro está em jogo, e nós vamos protegê-lo. Livre Tommy Robinson.”

“Estou aqui em solidariedade com Tommy Robinson”, disse Wilders. “Nós não vamos mais ficar em silêncio. Nosso futuro está em jogo, e nós vamos protegê-lo. Liberdade a Tommy Robinson.”

Fonte: Europe Infowars

Comentários

Deixe um comentário