O criminoso sexual de 28 anos de idade, que está em processo de reincidência sexual, não enfrentará deportação devido a uma série de crimes sexuais na Suécia. Como o homem recebeu um passaporte sueco, de acordo com a lei atual, não pode ser devolvido, relata a Fria Tider (Jornal local) . 

 

O homem, que se mudou do Quênia para a Suécia em 1998, é um agressor sexual em série. Em junho de 2014, ele foi condenado a seis anos de prisão pelo tribunal de apelação por dois estupros.

Uma das vítimas foi uma mulher de 92 anos em Töreboda em Västergötland. A mulher idosa foi vaginal e anal estuprada pelo migrante na véspera de Natal.

Simultaneamente a essa sentença, ele também foi condenado por ter agredido e estuprado outra mulher ao ar livre no distrito de Bomhus em Gävle.

Após a sua libertação condicional da prisão este ano, ele comete mais crimes sexuais apenas três dias após a sua soltura. Ele agrediu sexualmente uma mulher com deficiência e mostrou seus órgãos genitais para duas meninas de 13 anos de idade.

O homem já foi condenado a meros três meses de prisão e, de acordo com a legislação sueca, ele não pode ser deportado porque tem um passaporte sueco.

 

Fonte: InfoWARS

Comentários

Deixe um comentário